Blog

Golpe de Ofertas de Vagas por WhatsApp

Infelizmente nesse ano de 2022 aumentaram os golpes do falso emprego, que geralmente chega às vítimas por SMS ou WhatsApp.

A farsa consiste em chamar a atenção da pessoa falando de uma vaga de meio período em uma grande empresa, prometendo alta remuneração sem que a pessoa tenha que sair de casa.

Esse golpe já foi aplicado de várias formas e nos últimos 12 meses, as buscas pela fraude tiveram aumento de mais de 1000% segundo o Google.

Geralmente a mensagem do golpe do falso emprego é enviado por usuários desconhecidos e uma descrição da vaga.

Um link também é enviado, e ele imita a página oficial da empresa para dar mais “legitimidade”.

Quando esse link é aberto, o site solicita informações pessoais das pessoas e até dados bancários e assim, com essas informações, os criminosos conseguem realizar diferentes tipos de golpes como clonagem de conta bancária e cartões.

Em alguns casos ainda, o criminoso informa que só é possível iniciar na empresa após conclusão de um curso que deve ser pago. Feita a transferência do valor, os criminosos bloqueiam o contato, e assim a pessoa perde o dinheiro investido.

Como identificar e se proteger desses golpes

Promessas de empregos com salários altos, que não são condizentes com o cargo exercido é um dos principais indicadores de fraude.

Além disso, as falsas propostas também podem apresentar textos confusos e com erros de ortografia, o que também já identifica que há algo estranho.

Outra forma de descobrir se a vaga é verdadeira, é checar com o canal oficial da empresa. Geralmente a abertura de vagas é anunciada em algum site ou nas redes sociais.

Desconfie também de sites que pedem dados pessoais como nome, telefone e endereço, mas não apresentam um campo para anexar currículo ou inserir informações como experiências profissionais e habilidades.

Como tem muita gente desempregada, é mais comum ter presas fáceis, já que muita gente está buscando uma recolocação no mercado. Se a mensagem for enviada para uma pessoa que não está preparada para esse tipo de abordagem ou não está familiarizada com a dinâmica da internet, acaba caindo.

Há casos ainda que o dono do aparelho perde o acesso ao WhatsApp e outras redes sociais, pois os criminosos usam a conta para extorquir familiares e amigos da vítima.

Outros criminosos pedem um Pix para pagar um suposto exame admissional, curso ou treinamento. Infelizmente não há limites na criatividade de um golpista.

Mesmo que a oferta de emprego tenha chegado até você via um conhecido, verifique a veracidade da mesma forma. Faça uma ligação para a pessoa, se possível por chamada de vídeo para ver se realmente é ela.

Se você caiu no golpe, há algumas atitudes que você deve tomar:

  • Avise sua rede de contatos e troque todas as suas senhas de redes sociais.
  • Não apague a mensagem que você recebeu nem bloqueie a pessoa que enviou, pois a conversa pode ser usada como prova judicial
  • Reúna mais provas, tire prints da conversa e junte outras informações, como número de telefone do golpista, o código pix que foi passado e o banco que recebeu o pagamento (caso você tenha feito)
  • Denuncie.

Deixe uma resposta

ou logue-se com

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *